REFLEXÃO/HOMILIA PARA A MEMÓRIA DE SANTO INÁCIO DE LOYOLA, PRESBÍTERO E FUNDADOR DOS JESUÍTAS

DE SOLDADO A SANTO: O CAMINHO DE SÃO INÁCIO DE LOYOLA PARA A AMIZADE DIVINA

Primeira Leitura: Êxodo 32,15-24;30-34
Salmo Responsorial: Sl. 105(106),19-23
Leitura do Evangelho: Mateus 13,31-35
________________________________________

Nas crônicas da história, há relatos de transformações extraordinárias que nos deixam maravilhados com o poder da graça de Deus. Uma dessas jornadas notáveis é a de Santo Inácio de Loyola, cuja vida passou por uma profunda metamorfose de um valente soldado a um santo servo de Deus. Hoje, ao comemorarmos a Memória de Santo Inácio de Loyola, somos convidados a explorar o caminho inspirador que ele percorreu em seu caminho para a amizade divina. Pelas lentes das leituras de hoje, vamos mergulhar no poder transformador da graça de Deus em moldar a vida de Santo Inácio de Loyola e descobrir insights valiosos para nossa própria jornada em direção à amizade divina.

A primeira leitura do Êxodo (32,15-24;30-34) apresenta-nos uma cena de pecado e redenção, quando Moisés intercede pelos israelitas diante de Deus. Em sua impaciência e medo, o povo se afastou do Senhor, fazendo um bezerro de ouro para adorar. No entanto, em meio às suas transgressões, Moisés permaneceu como um mediador, implorando pela misericórdia e perdão de Deus. Paralelamente, encontramos nesta passagem ecos do percurso da vida de Santo Inácio de Loyola. Antes de sua transformação, ele era um soldado valente, movido por ambições terrenas e atividades mundanas. No entanto, foi durante um período de grande sofrimento e despertar espiritual que Inácio começou a reconhecer o vazio de suas atividades anteriores. Como Moisés intercedendo pelos israelitas, Inácio se humilhou diante de Deus, buscando a misericórdia divina e o perdão por seus caminhos passados. Este momento crucial marcou o início de seu caminho para a amizade divina.

O Salmo Responsorial (105/106, 19-23) complementa esta reflexão sobre a misericórdia e o perdão divinos. Ele relata a rebelião dos israelitas e a intervenção salvadora de Deus, demonstrando Seu amor duradouro por Seu povo. Ao refletirmos sobre a jornada transformadora de Santo Inácio de Loyola, testemunhamos a misericórdia de Deus operando em sua vida também. Através do processo de conversão, Inácio experimentou o profundo perdão de Deus, que gentilmente remodelou seu coração e o direcionou para uma vida com um propósito maior. Foi durante seu período de discernimento espiritual e solidão que Inácio começou a ouvir a voz de Deus, guiando-o para a amizade divina. Assim como o salmista proclama os atos milagrosos de Deus na jornada dos israelitas, também celebramos os milagres da graça que levaram Inácio de soldado a santo.

Nosso Evangelho de Mateus (13,31-35) revela as parábolas do grão de mostarda e do fermento. Nessas histórias simples, mas profundas, Jesus revela o potencial oculto das pequenas coisas quando nutridas pela graça divina. Da mesma forma, a vida de Santo Inácio de Loyola reflete a verdade dessas parábolas. Seu desejo inicial de ser um soldado valente era, em essência, um minúsculo grão de mostarda esperando para ser semeado no solo fértil do amor de Deus. Quando Inácio abraçou sua fé recém-encontrada e embarcou em uma vida de discipulado, o grão de mostarda de seu desejo inicial de glória e honra se transformou em uma grande árvore de amizade divina e influência espiritual. Por meio de sua jornada espiritual e da criação dos Exercícios Espirituais, Inácio tornou-se um farol de esperança e inspiração para inúmeras almas que buscam um relacionamento mais profundo com Deus.

Queridos amigos, a vida de Santo Inácio de Loyola nos convida a examinar nossos próprios caminhos e as sementes de desejo plantadas em nós. Assim como a semente de mostarda cresce em uma grande árvore e o fermento leveda toda a massa, nossos desejos e anseios aparentemente insignificantes podem florescer em uma profunda amizade divina quando alimentados pela graça de Deus. Como Santo Inácio, possamos abraçar nossa jornada espiritual com humildade e abertura ao amor transformador de Deus. Atendamos ao chamado da amizade divina, permitindo que Deus remodele nossos corações e dirija nossos passos em direção a uma vida com propósito e abundância espiritual. Ao comemorarmos a Memória de Santo Inácio de Loyola, deixemo-nos inspirar por sua profunda transformação e busquemos a amizade divina em todos os aspectos de nossas vidas. Que sua vida de humilde entrega e devoção apaixonada nos estimule a aprofundar nosso relacionamento com Deus, passando de soldados de atividades terrenas a santos em busca da amizade divina.

(CLIQUE AQUI PARA A REFLEXÃO DO PRÓXIMO DIA: REFLEXÃO/HOMILIA PARA A MEMÓRIA DE SANTO AFONSO MARIA DE LIGÓRIO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA)

Shalom!
© Pe. Chinaka Justin Mbaeri, OSJ
Paróquia Nossa Senhora de Loreto, Vila Medeiros, São Paulo, Brasil
nozickcjoe@gmail.com / fadacjay@gmail.com

__________________________
Já rezaste o teu terço hoje?

NEVER MISS AN UPDATE AGAIN.

Subscribe to latest posts via email.


Chinaka Justin Mbaeri

A staunch Roman Catholic and an Apologist of the Christian faith. More about him here.

View all posts
Subscribe
Notify of
guest

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Discover more from Fr. Chinaka's Media

Subscribe now to keep reading and get access to the full archive.

Continue reading