REFLEXÃO/HOMILIA DO DÉCIMO QUARTO DOMINGO DO TEMPO COMUM

DESCARREGANDO TODOS OS NOSSOS FARDOS E ENCONTRANDO DESCANSO (ἈΝΆΠΑΥΣΙΣ – ANAPAUSIS) EM JESUS

Primeira Leitura: Zacarias 9,9-10
Salmo Responsorial: Salmo 144(145),1-2,8-11,13b-14
Segunda Leitura: Romanos 8,9;11-13
Leitura do Evangelho: Mateus 11,25-30
________________________________________

“Estamos fracos e sobrecarregados, Sobrecarregados com uma carga de cuidados? Precioso Salvador, ainda nosso Refúgio – Leve-o ao Senhor em oração.”

Essas palavras comoventes do hino atemporal em Inglês: “Que amigo temos em Jesus” ecoam a experiência humana universal. Todos nós carregamos fardos — físicos, emocionais e espirituais — que podem nos sobrecarregar e atrapalhar nossa jornada pela vida. Mas em meio às nossas lutas, Jesus faz um convite sincero a toda alma cansada: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11,28). As leituras deste domingo confirmam o chamado compassivo de Jesus e nos oferecem percepções profundas para descarregar nossos fardos e encontrar consolo em Sua graça. Através de lentes sociológicas, vamos mergulhar nessas passagens e colher sabedoria que fala diretamente sobre nossas lutas contemporâneas.

Navegando desde a passagem profética da Primeira Leitura (Zacarias 9,9-10), Zacarias pinta um quadro vívido do Messias prometido, que entra em Jerusalém com humildade e mansidão. Enquanto as normas sociais da época esperavam que os reis chegassem em cavalos majestosos, o Messias, ao contrário, vem montado em um jumento. Essa imagem carrega um profundo significado social, simbolizando a identificação do Messias com os mansos, os marginalizados e os oprimidos. Isso nos lembra que Jesus, o cumprimento dessa profecia, entende intimamente nossas lutas e nos chama para encontrar descanso Nele. O Senhor Jesus não vem como um governante conquistador em um poderoso corcel, mas como um humilde servo, oferecendo descanso e paz a todos que O buscam.

Da mesma forma, o Salmo responsorial (Sl 144[145]:1-2,8-11,13b-14) ecoa este sentimento, louvando a fidelidade, a bondade e a compaixão de Deus. Isso nos lembra que o Senhor está perto de todos os que O invocam e deseja realizar os desejos daqueles que O temem. Nossos fardos, cuidados e preocupações não passam despercebidos por Deus. Ele está sempre presente, pronto para estender Sua mão amorosa para nós quando nos sentimos sobrecarregados.

Consequentemente, na Segunda Leitura (Romanos 8,9;11-13), a mensagem de Paulo aos Romanos enfatiza o poder transformador do Espírito Santo em nossas vidas. Por meio do Espírito, somos capacitados a nos livrar dos fardos de nosso antigo eu e abraçar a liberdade vivificante encontrada em Cristo. Em termos sociológicos, esta passagem fala da libertação das pressões e expectativas sociais e do peso de se conformar aos padrões mundanos. Ao nos rendermos à orientação do Espírito, experimentamos a força para superar os fardos que a sociedade coloca sobre nós, permitindo-nos viver na liberdade e plenitude da graça de Deus.

E mais concretamente, nesta passagem do Evangelho, Jesus revela a profunda sabedoria e compaixão do seu convite. Ele reconhece que a sabedoria do mundo e seus fardos podem ser esmagadores e infrutíferos. No entanto, Jesus nos convida a encontrar descanso Nele, a tomar sobre nós o Seu jugo, pois Seu jugo é suave e Seu fardo é leve. É pertinente neste ponto esclarecer que o termo grego usado para “Descanso” é “ἀνάπαυσις” (anapausis). Em um contexto sociológico, este termo vai além do descanso físico. Transmite uma sensação de alívio, renovação e libertação da labuta e dos fardos da vida. O convite de Jesus para encontrar descanso Nele fala diretamente ao profundo anseio de libertação das pressões sociais, injustiças e lutas da existência diária. Além disso, isso se relaciona com as 613 leis mosaicas judaicas, que abrangem 248 obrigações positivas e 365 proibições negativas. Essas leis eram uma parte significativa da vida religiosa e cultural judaica, orientando seu comportamento, rituais e interações com Deus e uns com os outros. No entanto, o fardo de se esforçar para cumprir todas essas leis perfeitamente poderia criar um sentimento de cansaço, culpa e inadequação entre as pessoas. Assim, o convite de Jesus para encontrar descanso Nele fala diretamente a esse profundo anseio de libertação do peso das leis mosaicas e suas exigências. Ele oferece uma alternativa transformadora à abordagem legalista de seguir cada lei meticulosamente. Jesus cumpre a lei (Mateus 5:17) e traz uma nova aliança baseada na graça, amor e fé Nele.

Queridos amigos em Cristo, a mensagem para nós hoje é dupla: Primeiro, o convite de Jesus para encontrar descanso Nele significa libertação do fardo da religiosidade legalista. Isso nos lembra que nossa salvação e relacionamento com Deus não dependem apenas da adesão estrita a um conjunto de regras e regulamentos. Em vez disso, é pela fé em Jesus e em Sua obra redentora que encontramos verdadeiro descanso e liberdade. Não estamos mais presos à tarefa impossível de ganhar nossa justiça, mas somos convidados a descansar em Sua graça e viver com um coração transformado. Em segundo lugar, a oferta de descanso de Jesus se estende além do reino físico. Abrange o alívio, a renovação e a libertação que vêm de experimentar a graça e o amor de Deus. É um convite para liberar nossos esforços, ansiedades e fardos auto-impostos e encontrar consolo no favor imerecido de Deus. Chama-nos a confiar em Sua fidelidade, confiar em Sua força e experimentar a paz que excede todo entendimento. A mensagem para nós é mudar nosso foco de uma abordagem legalista da fé para um relacionamento centrado no coração com Jesus. Somos chamados a abraçar Sua graça, encontrar descanso em Seu amor e viver os princípios da nova aliança. É um convite para entregarmos nossos fardos, abrirmos mão de nosso esforço próprio e caminharmos na liberdade e na alegria que vêm de conhecer e seguir Jesus.

Antes de encerrar nossa reflexão, quero que nos inspiremos em uma das citações onipresentes de Santo Agostinho: “Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti.” Aqui, as palavras de Santo Agostinho expressam lindamente o desejo inerente dentro de cada alma humana por realização, propósito e descanso final. Ele reconhece que nossa alma foi criada por Deus e tem uma inclinação natural para com Ele. Fomos projetados para buscar e encontrar nosso verdadeiro descanso em um relacionamento com nosso Criador. No entanto, devido ao quebrantamento do mundo e às distrações das atividades terrenas, nossas almas frequentemente experimentam inquietação. Nós nos esforçamos para encontrar satisfação em prazeres temporários, realizações e atividades mundanas, mas, no fundo, ansiamos por algo mais. Jesus, em seu convite para encontrar descanso nEle, oferece a resposta para nossas almas inquietas. Ele é a realização de nossos anseios mais profundos. Quando chegamos a Jesus, entregando nossos fardos e buscando-O de todo o coração, encontramos o descanso e a paz que nossa alma almeja. Nele, descobrimos o propósito, o amor e a aceitação que satisfazem os anseios mais profundos de nossos corações.

Amados amigos, ao respondermos ao convite de Jesus hoje, podemos descarregar nossos fardos e preocupações sobre Ele, pois Ele entende nossas fraquezas, nossas lutas e nossas dores. Atendamos a Suas palavras e refugiemo-nos Nele, encontrando força na oração, lançando nossas ansiedades sobre Aquele que cuida de nós. Ao nos aproximarmos de Jesus com a confiança de uma criança, descobrimos a graça e a misericórdia que nos permitem perseverar diante dos desafios da vida. Que possamos abraçar o poder transformador de Seu amor, experimentando descanso para nossas almas e encontrando coragem para viver como agentes de Sua graça no mundo. Acima de tudo, podemos lembrar que o verdadeiro descanso e libertação são encontrados somente Nele. Que possamos deixar de lado os fardos legalistas, abraçar Sua graça e viver nossa fé em amor e liberdade. E que estendamos este convite a outros, compartilhando a mensagem transformadora de descanso e libertação que Jesus oferece a todos que vêm a Ele.

(CLIQUE AQUI PARA LER A REFLEXÃO DO DIA SEGUINTE: REFLEXÃO/HOMILIA PARA SEGUNDA-FEIRA DA DÉCIMA QUARTA SEMANA DO TEMPO COMUM)

Shalom!
© Pe. Chinaka Justin Mbaeri, OSJ
Paróquia Nossa Senhora de Loreto, Vila Medeiros, São Paulo, Brasil
nozickcjoe@gmail.com / fadacjay@gmail.com
__________________________
Já rezaste o teu terço hoje?

NEVER MISS AN UPDATE AGAIN.

Subscribe to latest posts via email.


Chinaka Justin Mbaeri

A staunch Roman Catholic and an Apologist of the Christian faith. More about him here.

View all posts
Subscribe
Notify of
guest

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x